Rádio Câmara

Samba da Minha Terra

Sambas e sembas para Angola

Sambas e sembas para Angola

12/11/2023 - 12h00

  • Sambas e sembas para Angola - versão em bloco único

  • Sambas e sembas para Angola - Bloco 1

  • Sambas e sembas para Angola - Bloco 2

Samba da Minha Terra arma seu “terreiro de bambas” em Angola: vai rolar flerte do samba brasileiro com o semba angolano para celebrar mais um ano da independência do país africano, só conquistada tardiamente em 11 de novembro de 1975. Mateus Aleluia, Martinho da Vila e Nei Lopes são alguns dos sambistas que mantêm viva essa conexão. O quadro “papo de samba” relembra a história do país africano e mostra a presença pulsante de Angola em patrimônios culturais do Brasil, como capoeira, jongo e tambor de crioula. Nossos cronistas do samba também não se cansam de denunciar que grande parte dessa rica herança e resistência cultural é manchada pelos horrores da escravidão. Foto: Angolanas em dança típica (Embaixada de Angola)

MÚSICAS

Morena de Angola (Chico Buarque de Hollanda), com grupo Sururu na Roda
Batuque de Angola (André Karta Markada), com Zezé Mota
Batuque do semba (Abel Duerê), idem
Semba de acalanto (Paulo Flores), idem
História do semba (Vulinho Quissua), idem
Poema do semba (Carlos Burity e Paulo Flores), idem
Fogueira doce (Mateus Aleluia), com Mateus Aleluia e Fabiana Aleluia
Sonhos cor de crioula (Mateus Aleluia), com Mateus Aleluia e Fabiana Aleluia
Ginga, Angola (Nei Lopes), idem
Que zungu! (Nei Lopes), idem
Berimbau de Angola (Pedro Amorim e Paulo César Pinheiro), com Pedro Amorim
Mulemba xangola (Bonga Kwenda), com Bonga Kwenda e Lura
Semba dos ancestrais (Martinho da Vila), com Martinho da Vila, Mart’nália e Carlinhos Brown
Você semba de lá... que eu samba de cá: o canto livre de Angola (Evandro Bocão, Arlindo Cruz, André Diniz, Leonel e Artur das Ferragens), com Vila Isabel 2012

TRECHOS
Zumbi (Jorge Ben Jor), idem
Avante Angola (hino nacional)
Vim de Angola/capoeira (Mestre Barrão), idem
Nasci n’Angola (jongo de domínio público), com Jongo do Quilombo São José da Serra
Ciranda sem fim pra Lia (Lúcio Sanfilippo), com Lia de Itamaracá

Sonoplastia - Tony Ribeiro
Apresentação e pesquisa - José Carlos Oliveira

Acompanhe a riqueza poética e melódica do ritmo mais popular do Brasil. Quadros especiais destacam as letras mais requintadas, inovadoras ou significativas, as entrevistas históricas e os espaços dedicados ao samba em todo o país.

Domingo, às 12h, e quinta, à 0h

TODAS AS EDIÇÕES