26/03/2019

! Não consegue assistir ao vídeo? Peça para bancodeconteudo@camara.leg.br

26/03/2019

! Não consegue assistir ao vídeo? Peça para bancodeconteudo@camara.leg.br

Feminicídio

Em casa, com arma de fogo e cometido por parceiros ou ex-parceiros. Esse é o padrão mais frequente entre os mais de 100 casos de feminicídio registrados no Brasil apenas este ano. Os dados aparecem em levantamento publicado pelo jornal Folha de S. Paulo no dia 8 deste mês. Em três semanas, mulheres foram vítimas de atentados em, pelo menos, 94 cidades em 21 estados do País, sendo que mais da metade dos casos ocorreram durante os finais de semana.

Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), o Brasil tem a quinta maior taxa de feminicídio entre 84 nações pesquisadas. E, apesar de diversas políticas de proteção à mulher – como a Lei Maria da Penha, que entrou em vigor em 2006 – o País presencia a morte de uma mulher a cada duas horas.

Para debater o tema, o programa #Ocupação recebe universitários do Programa Estágio Visita, e as deputadas Rose Modesto (PSDB-MS) e Luisa Canziani (PTB-PR).

Siga-nos no YouTube e em outras redes sociais:

www.facebook.com/camaradeputados

www.twitter.com/camaradeputados

Apresentação - Carol Siqueira

Ocupação

A cada mês, um debate com universitários sobre os assuntos mais quentes do país e do Congresso

Mensal, na sexta-feira, 21h. Reprises aos sábados, 8h; domingo, às 14h30.

NOSSAS REDES