Fatos e Opiniões

Baixar

Obstrução gera críticas e embates; Maia anuncia providências

Na terceira semana consecutiva, o Plenário enfrentou um forte movimento de obstrução dos partidos oposicionistas, em protesto contra a prisão do ex-presidente Lula e especialmente contra a decisão da juíza federal de Curitiba, Carolina Lebbos. Ela proibiu que uma Comissão externa da Câmara fiscalizasse as condições carcerárias do ex-presidente. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, do Democratas do Rio, garantiu que as prerrogativas constitucionais do Parlamento serão respeitadas.

Mesmo com a obstrução, os deputados voltaram a analisar a medida provisória que autoriza o Instituto Chico Mendes a contratar um banco público para gerir um fundo com recursos de compensação ambiental. O fundo vai financiar unidades federais de conservação, como parques, reservas biológicas e áreas de proteção ambiental. Ivan Valente, do PSOL de São Paulo e líder do partido, criticou um dos pontos da medida provisória.

Na abertura da segunda sessão para concluir a análise da medida provisória sobre compensação ambiental, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, anunciou as providências que vai tomar caso a oposição insista em usar dispositivos regimentais para barrar as votações, numa obstrução política.

Depois de cinco horas de sessão, sugestões de mudanças no texto da medida provisória sobre compensação ambiental foram derrotadas. A MP segue agora para o Senado.

Edição — Aline Machado e Eliane Breitenbach

Fatos e Opiniões

Um programa perfeito para saber em meia hora sobre o debates mais importantes feitos no Plenário da Câmara durante a semana. Este programa dispõe de legenda oculta, na versão exibida na TV Câmara

Estreia: Sexta, às 21h. Reprises: sábado, às 0h, 6h30, às 10h e às 18h30. Domingo, às 11h, às 16h e às 23h30. Segunda, às 1h30 e às 6h30.

facebook twitter youtube

Todas as Edições