Fatos e Opiniões

Baixar

Plenário aprova parecer da CCJ pelo não prosseguimento da denúncia contra Michel Temer

Na sessão da última terça-feira (1), três medidas provisórias trancaram a pauta. A oposição não tinha interesse em votar porque seu interesse era outro: modificar o rito de votação do parecer do deputado Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG), pela inadmissibilidade da investigação da denúncia por crime de corrupção contra o presidente Michel Temer.

Depois de esclarecido o rito, todos os partidos encaminharam SIM e aprovaram o texto da Medida Provisória 772, que aumenta de 15 para 500 mil o valor da multa para empresas de processamento de produtos de origem animal que infringirem a lei sanitária. Os deputados precisam analisar ainda os destaques.

Já na sessão plenária de quarta-feira (2), a expectativa era a votação do parecer da CCJ, pelo não prosseguimento da denúncia contra Temer. Na tribuna, o advogado de Michel Temer, Antônio Cláudio de Oliveira, desqualificou a acusação da procuradoria geral da República. O relator do parecer vencedor na CCJ, deputado Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG), também desqualificou a acusação contra Temer.

Governo e oposição também trocavam farpas fora da tribuna. Com o plenário cheio, o clima esquentou. Depois de muito debate, começou a votação e mesmo com dissidências de alguns partidos e até do PMDB, a oposição não conseguiu os 342 votos necessários para que a denúncia contra Temer fosse analisada no Supremo. Agora, Michel Temer poderá responder na justiça contra a acusação da procuradoria, mas apenas quando não ocupar mais cargo eletivo.

Edição — Eliane Breitenbach Narração — Aline Machado

Fatos e Opiniões

Um programa perfeito para saber em meia hora sobre o debates mais importantes feitos no Plenário da Câmara durante a semana. Este programa dispõe de legenda oculta, na versão exibida na TV Câmara

Estreia: Sexta, às 21h. Reprises: sábado, às 0h, 6h30, às 10h e às 18h30. Domingo, às 11h, às 16h e às 23h30. Segunda, às 1h30 e às 6h30.

facebook twitter youtube

Todas as Edições