Jornal da Câmara

Jornal da Câmara - 09/03/2016

Nesta quarta-feira, surgiu um novo obstáculo para as votações no plenário da Câmara. Desta vez, quem provocou a obstrução foi o governo, por causa de um impasse relacionado à dívida de estados e municípios com a União.

O Ministério Público de São Paulo apresentou, nesta quarta-feira, denuncia à Justiça contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O motivo: crime de estelionato, falsidade ideológica, organização criminosa e lavagem de dinheiro em virtude da suposta compra do apartamento triplex no Guarujá, no litoral paulista. Segundo o Tribunal de Justiça do estado, a denúncia apresentada foi distribuída à quarta vara criminal. Além do ex-presidente, outras 15 pessoas foram denunciadas, entre elas, um dos filhos de Lula, Fabio Luís, e a ex-primeira dama, Marisa Leticia. O caso está sob segredo de justiça. O Instituto Lula negou as acusações e questiona no Supremo Tribunal Federal a competência da investigação. Deputados comentaram a denúncia.

No ano passado, o Tribunal de Contas da União votou e sugeriu por unanimidade a rejeição das contas de 2014 da presidente Dilma Rousseff. O motivo: as chamadas “pedaladas fiscais”. Esse parecer está sendo analisado agora pela Comissão Mista de Orçamento do Congresso. Caberá a deputados e senadores a palavra final sobre o assunto.

Na CPI dos Fundos de Pensão, o empresário Adir Assad, condenado na Operação Lava-Jato, respondeu a poucas perguntas e vai continuar sendo investigado pela comissão. Os deputados suspeitam que ele esteja ligado a desvios de dinheiro para pagamento de propina, o que teria causado prejuízo ao Petros, fundo de pensão da Petrobras. Já o diretor-presidente do fundo admitiu perdas acumuladas em 18 bilhões de reais.

Apresentação — Jaciene Alves

Jornal da Câmara

Telejornal com as principais notícias do Legislativo. Além das tradicionais reportagens, o Jornal da Câmara realiza, diariamente, debates, ao vivo, sobre os grandes temas do dia. Repórteres que acompanham os bastidores do Legislativo trazem as informações mais quentes e entrevistam seus convidados - parlamentares, especialistas e representantes da sociedade civil.

De segunda a quinta, ao vivo às 21h ou após o encerramento do Plenário. Terça às 22h e reprise de segunda a quinta às 23h30.

Todas as Edições