Estreia: 08/08/2015

TV sob demanda

Novas tecnologias de comunicação tem mudado as formas de ver programas de televisão. Está cada vez mais fácil assistir um programa favorito fora das grades tradicionais das emissoras de TV. No Ver TV desta semana vamos conversar sobre uma dessas formas: o vídeo sob demanda, com os nossos convidados:

Gilberto Toscano de Britto, advogado especialista em direito audiovisual. “Não se trata de uma substituição de um modelo por outro, é um modelo a mais que pode somar e portanto gerar emprego, diversidade cultural, de conteúdo, etc”.

André Mermelstein, jornalista, editor da revista Tela Viva e coordenador do Fórum Brasil de Televisão. “É um tipo de serviço que tem uma aceitação muito rápida e ele vem substituir um serviço que já é muito conhecido. Na verdade o vídeo sob demanda já existe há muitos anos na forma do DVD, do antigo VHS. Você ia à locadora, alugava um filme e assistia sob demanda”.

Dimas Dion de Silva e Santos, psicólogo, diretor da EraTransmidia, grupo de estudos de narrativas em multiplataformas. “Cada vez mais existe uma vontade do brasileiro de assistir a sua própria linguagem, e cada vez mais a gente tá vendo que a linguagem que a gente vê na televisão tá sendo colocada no video onde demanda”.

O Ver TV também entrevistou:

Christian Kurz, vice presidente do departamento de pesquisa da Viacom. Em entrevista exclusiva para o Ver TV, ele fala dos resuiltados da pesquisa “Redefined”, sobre a nova relação dos telespectadores com a televisão.

Willians Cerozzi Balan, professor de comunicação da Universidade Estadual Paulista - UNESP. Ele comenta os resultados da pesquisa da “Redefined”, feita pela Viacom e analisa como a televisão aberta deveria se comportar diante deste novo cenário.

Raphael Crescente, advogado especialista em direito audiovisual. Ele analisa a regulação do setor de vídeo sob demanda, sua relação com a lei da TV paga e a concorrência entre esses dois mercados.

Apresentação - Lalo Leal
Ver TV

Programa semanal que discute as funções, a programação, os avanços tecnológicos e as questões éticas de uma TV de qualidade, comprometida com a cidadania.

NOSSAS REDES

MAIS CONTEÚDO SOBRE