TV Câmara

Panorama

Estreia: Invalid date

Panorama - 29 de maio de 2015

Os deputados fizeram esta semana algumas das votações mais importantes dos últimos anos no plenário Ulysses Guimarães. A reforma política foi finalmente analisada pelos parlamentares. No voto, foi derrubada a polêmica proposta que criava o chamado “distritão”. Da mesma maneira, foi aprovado o financiamento privado aos partidos políticos. Essas mudanças foram aprovadas em primeiro turno e, como mudam a Constituição, precisam passar por um segundo turno de análise na Câmara antes de seguir para o Senado.

A Comissão Parlamentar de Inquérito da Petrobras ouviu o ex-vice-presidente da Camargo Côrrea. Eduardo Hermelino Leite fez acordo de delação premiada com o ministério público e estava obrigado a dizer a verdade sobre as irregularidades de que admitiu ter participado. A CPI tentou ouvir ainda os depoimentos de executivos do grupo Schahin, suspeito de pagar propina e participar do cartel de empresas que atuava na Petrobras. Carlos Eduardo, Milton, Salin, Rubens e Pedro Henrique Schahin conseguiram habeas corpus no Supremo que garantiu a eles o direito de ficar calados. Também não responderam às perguntas dos parlamentares dois funcionários da construtora OAS: José Ricardo Nogueira Breghirolli e Mateus Coutinho de Sá Oliveira. Todos usaram o direito de ficar calados para não se incriminar.

A redução da maioridade penal foi debatida em duas instâncias: na comissão especial que analisa o tema e na comissão que analisa a criação do Estatuto da Família. Nesse encontro, especialistas e deputados discutiram as consequências que a mudança traria para as famílias que têm filhos na condição de adolescentes infratores.

Essas foram as principais notícias da semana na Câmara.

Apresentação — Sandra Amaral
Panorama

Revista com os assuntos que movimentaram a semana na Câmara. Informação completa para que o cidadão acompanhe de perto os trabalhos dos deputados durante a semana que passou.

NOSSAS REDES