TV Câmara

Participação Popular

Estreia: 17/04/2015

Presos devem trabalhar?

PRESOS TRABALHANDO

Enquanto o país discute a redução da maioridade penal, uma outra questão envolvendo segurança aguarda para ser resolvida: como preparar os que estão na prisão para serem reinseridos no contexto social? Costurar bolas, grampear saquinhos de balas, fazer redes para traves de futebol são algumas das ocupações oferecidas a quem cumpre pena. Mas, mesmo quem se mostra trabalhador aplicado dentro da penitenciária, quando sai da prisão enfrenta o preconceito da sociedade. Além disso, as tarefas que eles aprendem a cumprir atrás das grades muitas vezes não conseguem ser aproveitadas como ofício aqui fora. O mercado de trabalho é muito mais exigente e especializado. O resultado é o desemprego e, em muitos casos, a volta ao crime. O que fazer para que os presos tenham uma ressocialização mais consistente? Ele deve ter o direito de trabalhar?

Esse é o tema do Participação Popular desta semana. Os convidados do programa são a coordenadora geral de Reintegração Social e Ensino do Departamento Penitenciário Nacional (Depen), Mara Barreto, e a socióloga e antropóloga, professora do departamento de sociologia da Universidade de Brasília (UnB), Lourdes Bandeira. O relator da CPI do Sistema Carcerário Brasileiro, deputado Sergio Brito (PSD-RJ), e a coordenadora dos trabalhos da Pastoral Carcerária em Goiânia, Irmã Petra, participam por telefone.

Apresentação - Fabricio Rocha
Participação Popular

O que o cidadão comum acha dos temas que o Congresso discute? Um programa de TV reúne, todas as semanas, populares, políticos e especialistas que dão uma visão particular sobre o que movimenta os debates parlamentares. É o Participação Popular, apresentado pelo jornalista Fabricio Rocha, onde erro médico, drogas, trânsito, questões trabalhistas, sexualidade, enfim, tudo pode ser discutido. Este programa dispõe de legenda oculta, na versão exibida na TV Câmara.

Estreia: segunda, às 13h. Reprises: segunda, 22h; quarta, à 1h e às 21h30; sábado, às 16h; domingo, às 10h.

NOSSAS REDES