Participação Popular

Participação Popular debate a burocracia no Brasil

O cidadão nasce e imediatamente precisa de um registro de nascimento. É hora de ir ao cartório. Se faz 16 anos, e quer se emancipar, nova visita ao cartório. Se compra um carro, uma casa ou um terreno – de novo, se não for ao cartório, o negócio não tem validade. E é assim prá se casar, se separar, divorciar, receber herança, fazer doação, declaração, procuração... Até na hora da morte, lá está o cartório. Dados do Conselho Nacional de Justiça apontam que, em apenas um semestre, os cartórios brasileiros arrecadaram 6 bilhões de reais. Hoje, além do Brasil, poucos países continuam tendo cartórios.

O que fazer para reduzir a burocracia na vida do brasileiro? Até que ponto ela serve apenas para engordar os cofres dos cartórios? É possível ter um país completamente desburocratizado? 

Participação Popular

O que o cidadão comum acha dos temas que o Congresso discute? Nesse programa, populares, políticos e especialistas dão a sua visão do que movimenta os debates parlamentares. Mande sua pergunta ou opinião para o 0800 619 619, o email participacaopopular@camara.leg.br ou pelo Twitter @participacaopop

Estreia: segunda, às 13h. Reprises: segunda, 22h; quarta, à 1h e às 21h30; sábado, às 16h; domingo, às 10h.

Todas as Edições