Expressão Nacional

Expressão Nacional debate as manifestações apartidárias que estouraram pelo país

Desde a primeira manifestação no dia 6 de junho em São Paulo, o movimento contra o aumento das tarifas de transporte só aumenta nas ruas e nas redes sociais. Nessa segunda, mais de 250 mil pessoas saíram às ruas de todo o país para protestar não só contra o aumento das tarifas de transporte, mas contra a violência urbana, os custos da Copa do Mundo, a precariedade dos serviços públicos e contra a corrupção. As manifestações aconteceram em 12 capitais e ao menos em 16 cidades do interior. Na capital federal, os participantes invadiram a marquise do Congresso Nacional. Em Porto Alegre, Belo Horizonte e Rio de Janeiro, os manifestantes entraram em confronto com a polícia. No hotel da Seleção Brasileira em Fortaleza, também houve protestos. Maceió, Vitória, Salvador, Belém, Curitiba e Recife também registraram manifestações. Nessas mobilizações, os jovens gritam contra a participação de partidos políticos e contra a grande mídia. O que eles querem? Se não permitem partidos políticos, quem vai representá-los institucionalmente? Para que os partidos políticos, então?  

Você pode mandar perguntas para o expressaonacional@camara.leg.br, para o 0800619619 e para o twitter @xnacional.

Expressão Nacional

O Expressão Nacional aborda os grandes temas brasileiros. Representantes do governo Federal, da sociedade civil organizada e deputados debatem ao vivo e de forma aprofundada assuntos como economia, política externa, meio ambiente e tecnologia, entre outros. Opiniões que podem influenciar a tramitação dos projetos enviados ao Congresso Nacional. O público participa enviando perguntas, respondidas ao vivo pelos convidados. Este programa dispõe de legenda oculta, na versão exibida na TV Câmara.

Ao vivo toda terça-feira, às 19h, com reprises na quinta, 0h, sexta, 19h, sábado,17h e domingo, às 9h e 19h

Todas as Edições

Mais conteúdo sobre