Coberturas Especiais

Baixar

Da militância contra a ditadura à presidência: veja a trajetória de Dilma Rousseff

A primeira mulher a assumir a presidência da República no Brasil tem uma longa trajetória de luta política. Dilma Rousseff chegou ao mais alto cargo público do país com o apoio de 55 milhões de eleitores, o que lhe rendeu o título de uma das pessoas mais importantes do mundo.
Dilma Vana Rousseff tem 63 anos. Nasceu em Belo Horizonte, Minas Gerais, no dia 14 de dezembro de 1947, filha do imigrante búlgaro Pedro Rousseff e da professora Dilma Jane da Silva.
Participou da militância política desde a juventude. Integrou organizações que defendiam a luta armada contra o regime militar, como o Comando de Libertação Nacional. Em 1970, foi presa e torturada. Passou quase três anos na cadeia. Ao sair da prisão, mudou-se para Porto Alegre, onde mais tarde exerceu o cargo de secretária municipal da Fazenda. Depois, foi secretária estadual de Minas e Energia.
Entrou para o Partido dos Trabalhadores em 2001 e, com a eleição de Lula para a presidência da República, foi convidada a ocupar o cargo de ministra de Minas e Energia. Em 2005, substituiu José Dirceu na Casa Civil. Foi o trabalho desenvolvido na coordenação do Programa de Aceleração do Crescimento, o PAC, que levou à escolha do nome dela para a sucessão de Lula.
Antes da campanha, enfrentou um câncer linfático. Foi eleita presidenta no segundo turno, com mais de 55 milhões de votos. Em novembro de 2010, foi classificada pela revista Forbes como a décima sexta pessoa mais poderosa do mundo. Dilma Rousseff tem uma filha e um neto. E é a primeira mulher a assumir a presidência da República no Brasil.

Créditos:
1 – Reportagem Paula Bittar

Coberturas Especiais

Cobertura de eventos especiais.

facebook twitter youtube

Todas as Edições