TV Câmara

Coberturas Especiais

Estreia: Invalid date

Deputados e cientistas políticos analisam os oito anos de Governo Lula

Um operário que permaneceu dois mandatos à frente do governo do país. Esse fato inédito marca um período da história do Brasil como nunca se tinha visto antes. Alavancado pelo momento econômico mundial que, apesar da crise, impulsionou as economias emergentes, a Era Lula termina com a posse de sua sucessora política e com um índice recorde de aprovação de seu governo: 83,4%. Mesmo que para os especialistas e a oposição, as conquistas do governo pudessem ser muito maiores, Lula passa para a história como um fenômeno de carisma e de popularidade.
Uma lista com as obras e realizações do Governo Lula, registrada em cartório. Idéia do presidente, os seis volumes foram assinados por integrantes do governo nesta cerimônia.
Em oito anos, mais altos do que baixos no caminho de Lula: da posse em 2002, depois de perder três vezes na eleição para presidente, Lula passou pela crise política do mensalão em 2005 e pelo apagão aéreo em 2006, mas mesmo assim se reelegeu no mesmo ano. Em 2007, usa o apoio político e a popularidade para lançar o PAC, o Programa de Aceleração do Crescimento, que até hoje tem problemas de execução. E enfrenta a crise econômica mundial, da qual o Brasil saiu com perdas bem menores que os países desenvolvidos. Em 2010, elege sua sucessora, Dilma Rousseff, e atinge índices absolutos de apoio popular. O carisma reconhecido até por quem faz oposição a ele.
Os programas sociais foram a bandeira da Era Lula. A transferência de renda para brasileiros em extrema miséria tirou milhões de pessoas da pobreza e fez surgir uma nova classe média. Mas a busca por apoio político para os projetos do governo foi alvo de críticas.
Os escândalos políticos mancharam a trajetória do PT, partido de esquerda que teve em Lula seu maior líder. As denúncias de caixa dois nas campanhas e de um esquema de compra de apoio político, o mensalão, derrubaram o chefe da Casa Civil. Outras denúncias surgiram e fizeram cair ministros. Mesmo assim, Lula passa para a história com um presidente que conseguiu se descolar dos escândalos e manter altos índices de popularidade.
No plano internacional, o Brasil da Era Lula ocupou posição de destaque inédita. Mas a política externa viveu momentos críticos no caso Zelaya, em Honduras, e no apoio ao programa nuclear do Irã.
Já no Congresso Nacional, houve grandes embates sobre o marco regulatório do pré-sal, a aprovação da lei ficha limpa e do cadastro positivo para alavancar o crédito pessoal. Mas poucos avanços na educação, na saúde, no saneamento básico e na reforma da previdência.

Créditos:
1- Dep. Duarte Nogueira (PSDB-SP)
2- Edição de Imagens: Danielle
3- Leonardo Barreto - Cientista Político/UDF
4- Reportagem: Vera Morgado
5- Dep. Maurício Rands (PT-PE)

Coberturas Especiais

Cobertura de eventos especiais.

NOSSAS REDES