Estreia: Invalid date

Famílias precisam se preparar para adotar adolescentes, dizem especialistas

O deputado João Matos (PMDB-SC) foi autor de um dos projetos que resultaram na Lei Nacional da Adoção. Ele acredita que ainda é muito cedo para medir os avanços da lei, mas afirma que o prazo de espera para adotar uma criança já diminuiu. Walter Gomes, da Vara da Infância e da Juventude do DF, discorda do deputado. Ele lembra que muitos adolescentes estão há mais de dez anos abandonados em abrigos e já perderam a esperança de ser acolhidos, pois não há quem se interesse em adotá-los. “É preciso mudar a cultura da adoção no Brasil”, declara.

A presidente do Projeto Aconchego, Soraya Pereira, conta que há quatro anos, seu Projeto, em parceria com a Vara da Infância, a promotoria e algumas universidades, presta apoio a famílias que acolhem grupos de irmãos e crianças mais velhas – a chamada adoção tardia. “O trabalho é inovador e tem dado certo”, afirma.

Créditos:

- Deputado João Matos (PMDB-SC)

- Walter Gomes - Vara da Infância e da Juventude/DF

- Paula Bittar - repórter

- Soraya Pereira - presidente do Projeto Aconchego

- Mariana Przytyk - repórter

- Adriana Marcondes - repórter

Câmara Hoje

Telejornal com a cobertura dos principais acontecimentos do dia na Câmara dos Deputados.

De terça a sexta-feira, às 9 horas

NOSSAS REDES