Estreia: Invalid date

Cooperativas de crédito querem acesso a recursos oficiais

As cooperativas de crédito querem receber recursos oficiais, como os do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT). Foi o que disse o representante do setor na Comissão de Desenvolvimento Econômico. A reunião discutiu a implementação da lei que regula o Sistema Nacional de Crédito Cooperativo, sancionada em 2009. Os representantes das cooperativas de crédito ressaltam que a principal vantagem da lei foi reconhecer as cooperativas de crédito como instituições financeiras.
Um projeto que está na Comissão de Trabalho disponibiliza imediatamente os recursos do FAT para os bancos cooperativos. Os bancos, por sua vez, deveriam repassar os recursos às cooperativas de crédito. O projeto ainda precisa ser analisado por outras duas comissões da Câmara e não precisa ser votado pelo Plenário.
No Brasil, as cooperativas de crédito surgiram no início do século, no sul do país, junto a pequenas comunidades rurais. As quantias depositadas pelos cooperados recebiam pequenas remunerações e alimentavam uma reserva para garantir investimentos mesmo nos momentos de incertezas. Este é o sistema básico das cooperativas de crédito. Os diferentes modelos variam de acordo com as exigências para admissão dos cooperados e o público alvo.
Existem hoje, no Brasil, 1.405 cooperativas de crédito, com 4,5 milhões associados. Elas atendem 4.319 municípios do país. A expectativa é chegar a 5 mil municípios até o final de 2011.
Um dos diferenciais das cooperativas de crédito é a grande capilaridade desse setor. As cooperativas estão presentes em regiões onde as grandes instituições financeiras não tem interesse em atuar porque o mercado é pequeno. Em 400 municípios do país, a cooperativa é a única instituição financeira existente.

Créditos:
- Paula Medeiros - repórter
- Denise Damian - presIdente da Cooperativa Unicred do Brasil
- Silvio Giusti - dir. Organização das Cooperativas Brasileiras
- Deputado Dr. Ubiali (PSB-SP)

Texto atualizado em 29/04/10, às 9h12.

Câmara Hoje

Telejornal com a cobertura dos principais acontecimentos do dia na Câmara dos Deputados.

De terça a sexta-feira, às 9 horas

NOSSAS REDES