Rádio Câmara

Trilha das Artes

Amok Teatro celebra 25 anos de estrada inspirado em obra francesa sobre o furacão Katrina

Amok Teatro celebra 25 anos de estrada inspirado em obra francesa sobre o furacão Katrina

22/07/2023 - 19h00

  • Ana Teixeira e os 25 anos do Amok Teatro (ouça a íntegra)

  • Ana Teixeira e os 25 anos do Amok Teatro (Bloco único)

FOTO (de cena): SABRINA PAZ
A companhia teatral carioca Amok Teatro está comemorando 25 anos de estrada. Para celebrar a data, os diretores Ana Teixeira e Stephane Brodt levam à cena uma adaptação do livro Furacão, do escritor francês Laurent Gaudé. Ao apresentar personagens da comunidade negra dos bairros pobres de Nova Orleans diante da violência do furacão Katrina, que devastou o sul dos Estados Unidos, em 2005, a obra de Gaudé mergulha nos corações e mentes dos sobreviventes do Katrina e alcança questões complexas no que diz respeito à ética, questões climáticas, racismo ambiental e retorno à ancestralidade.

Ana Teixeira fala da montagem comemorativa, avalia a trajetória da companhia e comenta as músicas que trouxe para o programa e que fazem parte da trilha sonora (ao vivo) do espetáculo: Pussycat moan, com Katie Webster; Ô Death e Hard Times Killing Floor Blues, do filme Ô Brother, where are you? de Joe e Ethan Cohen, e Strange Fruit, com Nina Simone.

MAIS SOBRE A ARTISTA

Ana Teixeira dirigiu espetáculos apresentados no Brasil e no estrangeiro com um grande reconhecimento da crítica e do público. Formou-se na Escola de Mímica Corporal Dramática de Paris (E. Decroux) tornando-se legatária dessa tradição. Integrou a Cia. Internacional Théâtre de L’Ange Fou, sob a direção de Steven Wasson (EUA) e Corinne Soun (FR), realizando turnês pela Europa. Formada no Institut d’Etudes Théâtrales Sorbonne Nouvelle/Paris III, especializou-se no teatro do Extremo Oriente com Jacques Pimpaneau (Museu Kwok On/Paris). Em Bali, estudou o Topeng (máscara) e danças clássicas balinesas com mestres dessa tradição. No Myanmar, estudou dança siamesa com Lu Maw. De volta ao Brasil, em 1998 fundou com Stephane Brodt o Amok Teatro, onde é responsável pela direção artística, criação de cenário, figurino e coordenação de projetos. Com Cartas de Rodez recebeu o Prêmio Mambembe de melhor espetáculo e o Prêmio Shell de direção, tendo sido a primeira mulher a receber esse prêmio, nessa categoria.


Produção, Reportagem e Apresentação | André Amaro

O programa mistura música, informação e opinião, além de trazer entrevistas com grandes artistas brasileiros.

Sábado, às 19h, e domingo, às 9h

MAIS CONTEÚDO SOBRE