Rádio Câmara

Samba da Minha Terra

40 anos sem Adoniran

40 anos sem Adoniran

27/11/2022 - 12h00

  • 40 anos sem Adoniran - versão em bloco único

  • 40 anos sem Adoniran - Bloco 1

  • 40 anos sem Adoniran - Bloco 2

Há 40 anos, em 23 de novembro de 1982, o maior baluarte do samba de raiz de São Paulo nos deixava. João Rubinato viveu 72 anos e criou uma profusão de clássicos gravados por grandes nomes da MPB. Também foi ator de rádio, TV e cinema, onde deu vida a vários personagens. Um deles, Adoniran Barbosa, foi pinçado como seu principal nome artístico para registrar – em versos, prosas e batuques – o cotidiano de alegrias e dramas do povão paulistano, morador das malocas, passageiros dos trens de Jaçanã, usuários do Viaduto Santa Efigênia, frequentadores dos “sambas do Arnesto”, no Brás. O quadro “papo de samba” resgata entrevistas históricas e frases bem humoradas de Adoniran Barbosa.

MÚSICAS

O samba do Arnesto (Adoniran Barbosa e Alocin), com Adoniran Barbosa
Saudosa maloca (Adoniran Barbosa), idem
Já fui uma brasa (Adoniran Barbosa e Marcos César), com Adoniran Barbosa
Samba italiano (Adoniran Barbosa), idem
Malvina (Adoniran Barbosa), idem
Tiro ao Álvaro (Adoniran Barbosa e Oswaldo Molles), com Adoniran Barbosa e Elis Regina
Trem das 11 (Adoniran Barbosa), com Demônios da Garoa
Prova de carinho (Adoniran Barbosa e Hervê Cordovil), com Adoniran Barbosa
Joga a chave (Adoniran Barbosa e Oswaldo França), com Adoniran Barbosa
Despejo na favela (Adoniran Barbosa), com Adoniran Barbosa e Gonzaguinha
Abrigo de vagabundo (Adoniran Barbosa), com Zeca Pagodinho e Demônios da Garoa
Aguenta a mão, João (Adoniran Barbosa e Hervê Cordovil), com Adoniran Barbosa e Djavan
As mariposas (Adoniran Barbosa), idem
O casamento do Moacir (Adoniran Barbosa e Oswaldo Molles), com Adoniran Barbosa
Mulher, patrão e cachaça (Adoniran Barbosa e Oswaldo Molles), com Adoniran Barbosa
Viaduto Santa Efigênia (Adoniran Barbosa e Alocin), Adoniran Barbosa e Carlinhos Vergueiro
Vide verso meu endereço (Adoniran Barbosa), idem
Apaga o fogo, Mané (Adoniran Barbosa), idem
Torresmo à milanesa (Adoniran Barbosa e Carlinhos Vergueiro), com Adoniran Barbosa, Clementina de Jesus e Carlinhos Vergueiro

TRECHOS
Filosofia (Noel Rosa), com Adoniran Barbosa
Trem das 11 (trecho) (Adoniran Barbosa), idem
No Morro do Piolho (Peteleco, Jacob de Brito e Carlos Silva), com Adoniran Barbosa
Conselho de mulher (Adoniran Barbosa, João Belarmino dos Santos e Oswaldo Molles), com Adoniran Barbosa

Sonoplastia - Tony Ribeiro
Apresentação e pesquisa - José Carlos Oliveira

Acompanhe a riqueza poética e melódica do ritmo mais popular do Brasil. Quadros especiais destacam as letras mais requintadas, inovadoras ou significativas, as entrevistas históricas e os espaços dedicados ao samba em todo o país.

Domingo, às 12h, e quinta, à 0h

TODAS AS EDIÇÕES