Rádio Câmara

Painel Eletrônico

Regulamentação da atuação do profissional de conservação e restauração vai proteger bens culturais no país

11/08/2022 -

  • Entrevista - Luiz Antônio Cruz Souza

A Câmara discute a regulamentação das profissões de conservador-restaurador de bens culturais e de técnicos de conservação e restauração, a partir de projeto apresentado pela deputada Fernanda Melchionna (Psol-RS). Diretor do Centro de Conservação e Restauração de Bens Culturais da Universidade Federal de Minas Gerais, o professor Luiz Antônio Cruz Souza aponta que a formação regulamentada vai evitar que pessoas sem formação na área atuem na manutenção dos bens culturais, o que pode prejudicar a preservação da memória cultural nacional.

O especialista aponta que o patrimônio cultural de qualquer povo é a base que mantém a memória cultural de um povo e, no caso específico do Brasil, as tradições e conhecimentos oferecidos pelos indígenas, negros e europeus. A legislação brasileira, segundo ele, tem quase 100 anos, mas ainda carece de detalhamento para regulamentação das ações que interferem na preservação do patrimônio cultural, e o segmento dispõe de quatro cursos de graduação em Pelotas (RS), Rio de Janeiro, Minas Gerais e Pará, além de uma escola técnica em Ouro Preto (MG).

O professor Luiz Antônio Cruz Souza informa que o mercado de conservação e restauração não se restringe à preservação de bens públicos, mas também se distribui em grandes conglomerados e empresas que desejam marcar sua identidade com uma projeção cultural junto às comunidades, e até mesmo junto a famílias e organizações do terceiro setor.

Apresentação - Marcio Achilles Sardi

Programa ao vivo com reportagens, entrevistas sobre temas relacionados à Câmara dos Deputados, e o que vai ser destaque durante a semana.

De segunda a sexta, às 8h, ao vivo

MAIS CONTEÚDO SOBRE