Rádio Câmara

Samba da Minha Terra

Pretinhosidades

Pretinhosidades

22/11/2020 - 12h00

Samba da Minha Terra celebra o Dia da Consciência Negra, fixado em 20 de novembro, data da morte do líder Zumbi, do Quilombo de Palmares. Por se tratar de um momento mais de reflexão do que de comemoração, o programa combina  versos e batuques dos poetas e cronistas do samba com frases, poemas e pensamentos de intelectuais negros. Nessa lista de “pretinhosidades”, estão sambistas dos naipes de Nei Lopes, Candeia, Dona Ivone Lara e Jorge Aragão; e literatos do porte de Solano Trindade, Conceição Evaristo , Djamila Ribeiro, Milton Santos e Victoria Santa Cruz. Todos usando a arte como instrumento de denúncia, reflexão e conscientização.

MÚSICAS

Dia de graça (Candeia), idem
Luandê (Ederaldo Gentil), com Gilberto Gil
Vai cuidar da sua vida (Geraldo Filme), com Itamar Assumpção
Identidade (Jorge Aragão), idem
Me gritaran negra (Victoria Santa Cruz), idem
Fazenda velha (domínio público) e O canto da raça (Hamilton Fofão), com Karynna Spinelli
Loa aos pretos (Adryana BB), Belas catitas (domínio público) e Nossos tambores (Walter França), com grupo Rio Maracatu
Pretinhosidade (Mart’nália e Mombaça), com Mart’nália
Negro é lindo (Jorge Ben Jor), idem
Samba de negro (Roberto Correa e Sylvio Son), com Wilson Simonal
Reencarnação (Geraldo Filme), idem
Nosso nome, resistência (Nei Lopes, Zé Luiz e Sereno), com Nei Nopes
Sorriso negro (Adilson Barbado, Jair Carvalho, Jorge Portela e Mário Lago), com Dona Ivone Lara e Jorge Ben Jor
A grande constelação das estrelas negras (Nego e Neguinho da Beija-Flor), com Beija-Flor 1983
Ao povo em forma de arte (Nei Lopes e Wilson Moreira), com Roberto Ribeiro

Sonoplastia - Tony Ribeiro
Apresentação e pesquisa - José Carlos Oliveira

Acompanhe a riqueza poética e melódica do ritmo mais popular do Brasil. Quadros especiais destacam as letras mais requintadas, inovadoras ou significativas, as entrevistas históricas e os espaços dedicados ao samba em todo o país.

Domingo, às 12h, e quinta, à 0h