Rádio Câmara

Esquina do Jazz

Grandes performances do afrojazz cubano

Grandes performances do afrojazz cubano

23/05/2020 - 19h00

  • Grandes performances do jazz cubano (assista a íntegra do programa)

  • Grandes performances do jazz cubano (Bloco 1)

  • Grandes performances do jazz cubano (Bloco 2)

O jazz cubano se reúne no álbum antológico A Toda Cuba le Gusta [1997], o primeiro gravado em estúdio do Afro-Cuban All Stars e produzido pelo bandlider e músico cubano Juan de Marcos González e Nick Gold. Lançado em abril de 1997, este álbum foi o primeiro de uma série de três gravações consecutivas que ocorreram no início de 1996, antes dos famosos BuenaVista Social Club e Introducing... Rubén González.

Segundo a crítica, A Toda Cuba Le Gusta é um registro espontâneo e animado que consegue soar relaxado e vigoroso ao mesmo tempo e mostra os talentos de muitos dos estadistas mais antigos do jazz afro-cubano em Cuba. São 16 dos mais renomados músicos e 7 cantores. Confira abaixo a lista de ouro deste disco e divirta-se com o som dançante do jazz cubano.


Produção Caio Guedes

Apresentação André Amaro


Músicas

1. Amor Verdadero (De José "Cheo" Marquetti/Arranjos Demetrio Muñiz Laúd/Voz  Manuel "Puntillita" Licea)

2. Alto Songo (De Luis "Lili" Martinez/Voz José Antonio "Maceo" Rodríguez, Manuel "Puntillita" Licea, Pío Leyvae Raúl Planas Slide/Guitarra Ry Cooder )

3. Habana Del Este (De Juan de Marcos González/Flauta  Richard Egües)

4. A Toda Cuba Le Gusta (De Remberto Becquer/Voz Raúl Planas)

5. Fiesta De La Rumba (Canção folclórica de Cuba/Voz Félix Valoy)

6. Los Sitio' Asere (De Silvio Pino/Voz Félix Valoy e José Antonio "Maceo" Rodríguez)

7. Pío Mentiroso (De Miguel Ojeda/Voz Pío Leyva)

8. María Caracoles (De Pedro "Pello El Afrokán" Izquierdo, Pío Leyva/Arranjos José Manuel Ceruto/Voz Ibrahim Ferrer)

9. Clasiqueando Con Rubén (De Juan de Marcos González)

10. Elube Changó (De Alberto Rivero/Voz Juan de Marcos González)

 

 

Uma viagem pela história, pelos estilos e pelas personalidades do jazz, a forma mais universal da música negra

Sábado, às 22h, e quarta, à 0h

MAIS CONTEÚDO SOBRE