Rádio Câmara

Primeiros Parágrafos

Doutor Jivago, de Boris Pasternak

  • Doutor Jivago, de Boris Pasternak

"Caminhavam, caminhavam e cantavam “Lembrança eterna”; mas quando paravam, parecia que, de tanto ser cantada, a música continuava a ser entoada pelos pés das pessoas, pela marcha dos cavalos e pelo sopro do vento. Transeuntes abriam caminho para o cortejo, contavam as coroas de flores, faziam o sinal da cruz. Curiosos se aproximavam da procissão e perguntavam: "Quem morreu?”. Respondiam: “Jivago”. “É isso. Então está explicado". “Não é ele, é ela.” “Não faz diferença. Que Deus a tenha. É enterro de rico." Os últimos minutos passavam rapidamente. Contados irreversíveis".

Narração - Luiz Cláudio Canuto

As frases iniciais de grandes obras da literatura nacional e internacional.

Diariamente, ao longo da programação

MAIS CONTEÚDO SOBRE