Rádio Câmara

Primeiros Parágrafos

Dito, O Negrinho da Flauta, de Pedro Bloch

  • Dito, O Negrinho da Flauta, de Pedro Bloch

“O nome dele era Benedito. Dito.
Negro.
Treze anos.
Sonhava demais.
Morava numa fazenda.
Tinha uma namorada.
Esperança era o nome. Não da namorada. Da fazenda.
Da namoradinha o nome era Bidu.
Ela era tão grande (a fazenda) que você andava dois dias e três luas e, mesmo correndo ou voando, não dava para entrar na saída dela.
Benedito era nascido e criado lá.
Minto. Nem nascido, nem criado. Sofrido.
Negro.
Treze anos.
Sonhava demais.
Só que o sonho era pequenino, barato..."

Narração - Luiz Cláudio Canuto

As frases iniciais de grandes obras da literatura nacional e internacional.

Diariamente, ao longo da programação

MAIS CONTEÚDO SOBRE