Rádio Câmara

Primeiros Parágrafos

Boca do Inferno, de Ana Miranda

  • Boca do Inferno, de Ana Miranda

"'Esta cidade acabou-se', pensou Gregório de Matos, olhando pela janela do sobrado, no terreiro de Jesus. 'Não é mais a Bahia. Antigamente, havia muito respeito. Hoje, até dentro da praça, nas barbas da infantaria, nas bochechas dos granachas, na frente da forca, fazem assaltos à vista.'"

Narração - Luiz Cláudio Canuto

As frases iniciais de grandes obras da literatura nacional e internacional.

Diariamente, ao longo da programação

MAIS CONTEÚDO SOBRE