Com a Palavra

Deputados comentam pauta e perspectivas da semana pós-recesso parlamentar

Publicação: 31/07/2017 - 11:07

  • Deputados comentam pauta e perspectivas da semana pós-recesso parlamentar (bloco 1)

  • Deputados comentam pauta e perspectivas da semana pós-recesso parlamentar (bloco 2)

Nesta terça-feira, a Câmara retorna do recesso parlamentar e vai encontrar uma pauta que inclui o processo contra o presidente Michel Temer e as reformas previdenciária, política e do Código de Processo Penal.

Para comentar a pauta e as perspectivas, estiveram Com a Palavra o deputado oposicionista Orlando Silva, do PCdoB de São Paulo; e o líder da maioria na Câmara, deputado Lelo Coimbra, do PMDB do Espírito Santo.

O deputado Orlando Silva apelou aos parlamentares que voltem com disposição para os trabalhos e garantam quórum para as votações. Segundo o parlamentar, os partidos de oposição se reunirão nesta terça-feira para definir a estratégia de votação para quarta-feira. Orlando Silva criticou a medida provisória que instituiu o programa de demissão voluntária do governo federal e disse que “se ele é bom mesmo, o presidente Michel Temer deveria ser o primeiro a aderir”. A respeito da Reforma Política, o deputado afirmou concordar com a proposta apresentada pelo deputado Vicente Candido, que antecipa para 8 meses o registro da candidatura e impede a prisão de candidatos já julgados em primeira instância – caso do ex-presidente Lula.

O deputado Orlando Silva também comentou o resultado da votação, na Venezuela, para eleger uma nova Assembleia Constituinte. Ele disse que é equivocada a posição do Brasil de não reconhecer o resultado da votação e que o governo brasileiro deveria estimular uma mesa de negociação com outros países para estimular o diálogo.

Já para o deputado Lelo Coimbra, o quadro na Venezuela é muito grave e o Brasil precisa ter um papel mediador e não fazer parte do conflito. Em relação à votação do processo contra Michel Temer, o deputado afirmou que o governo terá de 240 a 260 votos e que a vitória do presidente está garantida.

Lelo Coimbra defendeu também o PDV, afirmando que é bem-vindo nesse momento em que o governo busca elementos para diminuir despesas e aumentar receitas.

Sobre a proposta do deputado Vicente Candido, o deputado Lelo Coimbra afirmou que o tema é casuístico, pelo seu potencial de beneficiar o ex-presidente Lula, e que vai pedir a retirada do texto.

Apresentação - Elisabel Ferriche e José Carlos Oliveira

Programa ao vivo com reportagens, entrevistas sobre temas relacionados à Câmara dos Deputados, e o que vai ser destaque durante a semana.

facebook twitter rss

Todas as Edições