Papo de Futuro

Ser criativo é ter o direito de ser! (interprograma)

Estreia: 13/07/2017

  • Ser criativo é ter o direito de ser! (interprograma)

Ser criativo, ou melhor, escrever de maneira criativa, é sempre um desafio! Não tem receita, a não ser a de usar muitas metáforas. Na verdade, isso depende de uma inteligência emocional que a gente não aprende nos livros. É preciso: sair das caixinhas, ou seja, embaralha tudo!; fazer conexões (ou sinapses, no nome técnico) e a internet é ótima para inventar moda; e, pelo amor de Deus, senso de humor. Até a taxa de imunoglobulina aumenta com o humor, que dirá a criatividade.

E ser criativo é também fugir dos padrões e modismos, exatamente esses perpetuados em figuras digitais na internet. Ai, que preguiça!

No fundo, são tantas frases de efeito, mantras e receitas para ser feliz, que a gente vira a estampa da alegria, nada menos criativo do que não se mostrar a si mesmo! Genial é ser autêntico, e a gente só conhece a felicidade quando chora as suas tristezas, assim como o amor é passageiro da saudade!

Pascal Bruker diz, em “A Euforia da Felicidade”, que o que nos leva a maldizer a banalidade dos micro blogs e videoblogs é o mesmo que nos leva a aceita-la: a felicidade acaba, portanto, quando a infelicidade começa. E não há Facebook que resolva este dilema!

Fale com a gente no papodefuturo@camara.leg.br

***Reprodução autorizada mediante citação da fonte***

Coluna semanal sobre as novas tendências e desafios na comunicação no Brasil e no mundo, da telefonia até a internet, e como isso pode mudar a sua vida.

facebook twitter rss