Rádio Câmara

Trilha das Artes

"Topos e Logos" de Assunção Madureira

  • "Topos e Logos" de Assunção Madureira (bloco 1)

  • "Topos e Logos" de Assunção Madureira (bloco 2)

Divulgação
Assunção Madureira
Sensibilidade da artista Assunção Madureira

Onze quadros, que gradualmente foram deixando o desenho de lado em prol da abstração e das cores, têm como temática o questionamento do espaço da mulher nos dias atuais. São peças da exposição “Topos e Logos”, que está na Câmara dos Deputados até 17/06. A autora, a artista mineira Assunção Madureira, já foi premiada no concurso de arte e literatura da Prefeitura Municipal de Belo Horizonte, expôs na Feira de Arte Contemporânea, na Galeria Beatriz Abi-Acl da Universidade de São Paulo, e é a convidada do Trilha das Artes desta semana.

Nascida em Carmésia (MG) e erradicada em Belo Horizonte há mais de 40 anos, a artista fala de seu início na pintura quando estudava em uma escola de freiras, de seus trabalhos passados em figuras humanas e paisagens, da sua paixão pelas cores e de seu direcionamento para a arte abstrata. “Mas sempre tinha aquela conotação do espaço que cada um ocupa. É o estar no mundo”.

Entre as músicas escolhidas por Assunção para o programa, estão “As Quatro Estações”, de Vivaldi, e “Beatriz”, na voz de Milton Nascimento, que ajudam a exprimir a sensibilidade e a visão da pintora sobre a arte: “a obra de arte precisa ser sentida. Não necessariamente porque que o artista pôs essa cor ou aquela, porque a composição é desse ou aquele modo”.

Apresentação - Marco Antunes Coordenação - Fabrício Rocha Produção - Renata Reis

O programa mistura música, informação e opinião, além de trazer entrevistas com grandes artistas brasileiros.

Sábado, às 19h, e domingo, às 9h

facebook twitter podcasts apple rss

Todas as Edições

Mais conteúdo sobre