Com a Palavra

Mais de 35 milhões estão em situação de escravidão no mundo, revela pesquisa

Publicação: 26/11/2014 - 11:02

  • Mais de 35 milhões estão em situação de escravidão no mundo, revela pesquisa

Mais de 35 milhões de pessoas são mantidas em situação de escravidão no mundo. Os dados fazem parte de um estudo da Fundação Internacional Walk Free, divulgados recentemente.

A pesquisa revela um crescimento de mais de 50% com relação ao relatório da organização internacional do trabalho (OIT) divulgados em maio deste ano. O documento apontou que 21 milhões de homens, mulheres e crianças se encontravam em situação de trabalho forçado no mundo. Desse total, 22% são vítimas de exploração sexual.

De acordo com a OIT, as empresas privadas são líderes em exploração do trabalho escravo. Estima-se que o lucro com essa prática criminosa em todo o mundo seja de 150 bilhões de dólares ao ano.

No Brasil, a realidade também é preocupante. Mais de duas mil pessoas são libertadas todos os anos em condições análogas à de escravos.

Para debater o panorama brasileiro e mundial do tráfico de pessoas e do trabalho escravo, a Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional promove, hoje (26), um seminário internacional sobre o trabalho escravo globalizado.

Para conversar sobre o evento, que reunirá parlamentares, especialistas, representantes do governo, de sindicatos e de entidades da sociedade civil, esteve Com a Palavra... nesta quarta-feira o presidente da comissão, deputado Eduardo Barbosa (PSDB-MG). Confira a íntegra da entrevista.

Apresentação – Lincoln Macário e Elisabel Ferriche

Programa ao vivo com reportagens, entrevistas sobre temas relacionados à Câmara dos Deputados, e o que vai ser destaque durante a semana.

facebook twitter rss

Todas as Edições