Com a Palavra

Especialista atribui baixo crescimento brasileiro a políticas econômicas equivocadas

Publicação: 08/10/2014 - 11:32

  • Especialista atribui baixo crescimento brasileiro a políticas econômicas equivocadas

Economia - Inflação - Aumento da inflação
Se confirmada a estimativa do FMI, Brasil terá o segundo desempenho mais fraco desde 1998

A economia brasileira deve crescer apenas 0,3% em 2014. A estimativa é do Fundo Monetário Internacional, que reduziu sua previsão de crescimento do país pela sexta vez consecutiva, anteriormente projetada para 3,3%. Se confirmada, será o segundo desempenho mais fraco desde 1998. Sendo que, das 13 maiores economias do mundo, apenas a Itália e a Rússia terão desempenho inferior ao brasileiro.

No relatório "Perspectivas da Economia Global", divulgado ontem, a entidade recomendou que o Brasil promova reformas na educação e mudanças na legislação trabalhista para obter mais competitividade e incentivar a produção nacional.

Em entrevista ao Com a Palavra..., o consultor do Senado e doutor em economia Marcos Mendes, autor do livro "Por que o Brasil cresce pouco?", explicou as causas do baixo crescimento do país. O especialista atribui o péssimo desempenho brasileiro a política econômicas equivocadas, que resultaram em inflação e perda de competitividade do país. A solução para o Brasil voltar a crescer, segundo Marcos Mendes, é colocar as contas em dia, fazer metas factíveis, abrir a economia e investir na educação.

Apresentação – Elisabel Ferriche e Lincoln Macário

Programa ao vivo com reportagens, entrevistas sobre temas relacionados à Câmara dos Deputados, e o que vai ser destaque durante a semana.

facebook twitter rss

Todas as Edições