Com a Palavra

Médicos lembram Dia Mundial da Saúde com protestos por melhorias no setor

Publicação: 07/04/2014 - 10:00

  • Médicos lembram Dia Mundial da Saúde com protestos por melhorias no setor

Wilson Dias/ABr
Aloísio Tibiriçá
Tibiriçá: falta clareza dos planos de saúde na relação com os médicos

No Dia Mundial da Saúde, comemorado hoje, médicos vão aproveitar a data para protestar em defesa da qualificação da assistência aos pacientes, da valorização profissional da categoria e contra abusos dos seguros e planos de saúde.

Nesta segunda-feira, participam médicos do Rio de Janeiro e São Paulo, onde estão concentrados o maior número absoluto de médicos do Brasil. Nos próximos dias, o movimento contra abusos e omissões tanto na rede pública como na privada vai mobilizar também médicos das demais regiões do país.

A mobilização conta com o apoio de entidades representativas da categoria como e Associação Médica Brasileira (AMB) e o Conselho Federal de Medicina. E quem nos dá outros detalhes sobre esses protestos no Dia Mundial da Saúde é o vice-presidente do CFM, Aloísio Tibiriçá.

Entre os pontos defendidos na entrevista, está a adoção de regras mais claras na relação entre os planos de saúde e os médicos. Segundo Tibiricá, não há critério eficaz de remuneração dos profissionais, o que tem levado os médicos a saírem da assistência do plano. "O número de beneficiários aumenta e o de médicos credenciados não, o que gera um gargalo nos planos de saúde", alerta o Tibiriça, que fala ainda sobre o financiamento da saúde pública, tema que será debatido ao longo da semana na Câmara.

Apresentação: Ana Raquel Macedo e Elisabel Ferriche

Programa ao vivo com reportagens, entrevistas sobre temas relacionados à Câmara dos Deputados, e o que vai ser destaque durante a semana.

facebook twitter rss

Todas as Edições