Com a Palavra

Deputado alerta para as mais de 200 rotas nacionais e internacionais para o tráfico de pessoas

Publicação: 07/03/2014 - 09:00

  • Deputado alerta para as mais de 200 rotas nacionais e internacionais para o tráfico de pessoas

A compra e venda de pessoas é a terceira atividade ilegal mais lucrativa no mundo, movimenta cerca U$ 32 bilhões ao ano. O tráfico de pessoas já é considerado um crime universal, vitimando, principalmente, mulheres e crianças.

Segundo dados da ONU, entre um e quatro milhões de pessoas são traficadas todos os anos. Só na cidade de São Paulo, 25 pessoas desaparecem por semana, apenas 20% são encontradas.

Para combater e discutir o assunto, a CNBB lançou a Campanha da Fraternidade 2014 com o tema: fraternidade e tráfico de pessoas.

Confira entrevista com o deputado Luiz Couto, do PT da Paraíba, vice-presidente da CPI do Tráfico de Pessoas da Câmara.

Luiz Couto destaca que existem rotas nacionais e internacionais para o tráfico.  São mais de 241 rotas. As internas estão relacionadas às grandes obras, festas e locais de garimpagem. São 131 rotas para outros países. Ele informa que, na região Norte, são 76 rotas; no Nordeste, 69; no Sudeste, 35; no Centro-Oeste, 33 e, na região Sul, 28 rotas para o tráfico. Os crimes de tráfico são relacionados com o trabalho escravo, a exploração sexual, a prostituição, a pedofilia e a venda de órgãos humanos, além da e adoção ilegal.

Apresentação: Lincoln Macário e Elisabel Ferriche

Programa ao vivo com reportagens, entrevistas sobre temas relacionados à Câmara dos Deputados, e o que vai ser destaque durante a semana.

facebook twitter rss

Todas as Edições