Rádio Câmara

Palavra de Especialista

Acessibilidade

O Brasil não está preparado para garantir acessibilidade às pessoas com necessidades especiais nos próximos grandes eventos que vão acontecer no país, como a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016. A afirmação é da arquiteta e urbanista Ângela Carneiro da Cunha, professora da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e especialista em Acessibilidade. Ela diz que falta a técnicos e gestores um engajamento no tema. Ângela faz críticas ao modo com que são construídos alguns equipamentos de acessibilidade nas cidades brasileiras: apesar de haver normas técnicas, muita coisa é feita fora do padrão. Ela também salienta que é preciso prestar atenção não só aos equipamentos destinados às pessoas com deficiência, mas melhorar o que ela chama de "artérias da mobilidade": as calçadas, que são muito irregulares e mal conservadas. A professora da UFPE lembra ainda a importância de atender, com medidas de acessibilidade, moradores das áreas rurais e pessoas que não têm deficiência, mas dificuldades de locomoção, como os idosos.

Apresentação: Cláudio Ferreira

Semanalmente, um repórter conversa com um especialista sobre os mais variados temas.

MAIS CONTEÚDO SOBRE