Palavra de Especialista

A década da inclusão social brasileira

Publicação: 24/10/2012 - 00:01

  • A década da inclusão social brasileira (bloco 1)

  • A década da inclusão social brasileira (bloco 2)

Entre 2001 e 2011, a renda per capita dos 10 por cento mais pobres aumentou quase seis vezes mais que a dos 10 por cento mais ricos no Brasil. É o que indica a última Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), realizada pelo IBGE. Trata-se da maior redução registrada na desigualdade de renda no país desde 1960, quando começou a série histórica de pesquisas nesta área. O programa Palavra de Especialista desta quarta-feira, vai analisar estes dados com o presidente do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), Marcelo Neri. Na entrevista, o pesquisador explica as causas, os desdobramentos e as perspectivas da chamada década da inclusão social no Brasil. Coautor do estudo A década inclusiva (2001-2011): Desigualdade, pobreza e políticas de renda, junto com Pedro Souza, técnico de Planejamento e Pesquisa do instituto, Neri considera que a renda em crescimento e a redução da desigualdade vêm sendo retomadas desde 2003. Para ele, o ajuste nominal do salário mínimo, os programas sociais e as demais políticas do governo federal nesta área atuam na direção da melhoria da renda do trabalho. “Os brasileiros acham que estão em um país, os macroeconomistas, em outro. O que é mais importante para explicar a renda das pessoas senão a renda do trabalho?”, questionou, durante entrevista coletiva de lançamento da publicação, em setembro.

Apresentação: Inimá Simões

Semanalmente, um repórter conversa com um especialista sobre os mais variados temas.

facebook twitter rss

Todas as Edições