Rádio Câmara

Palavra de Especialista

Importação de pneus usados (24' 21")

  • Importação de pneus usados (24' 21")

Quando um carro de passeio trafega em condições normais, seus pneus têm vida útil de cerca de 40 mil km, podendo ser reformados uma única vez. Depois disso, o pneu vira um resíduo que preocupa ambientalistas. Afinal, as carcaças, que não podem mais ser reformadas, acabam parando em lixões, na beira de rios e estradas, e até no quintal das casas. E acabam virando também um problema de saúde, pois os pneus abandonados acumulam água, o que atrai insetos transmissores de doenças, como o mosquito da dengue. Desde 1991, o Brasil proíbe a importação de pneus reformados e usados, o que já virou motivo de um impasse com a Organização Mundial do Comércio – OMC. Como o Brasil é o país com maior frota de veículos dentre os países em desenvolvimento que proíbem a importação, a medida afeta, principalmente, os países europeus, que querem dar um fim a suas carcaças de pneus. A OMC quer justamente defender os exportadores europeus. O assunto não é consenso nem no Congresso: na semana passada, uma comissão especial da Câmara aprovou a importação de pneus, inclusive os reciclados, numa sessão tumultuada. O Palavra de Especialista vai entrar nessa polêmica. Do lado do governo e dos ambientalistas, a jornalista Adriana Magalhães vai conversar com a coordenadora de gestão da qualidade ambiental do IBAMA, Zilda Veloso. Do outro lado, estão os empresários da indústria de pneus remoldados. Eles se defendem, alegando que a importação só acontece depois de esgotados todos os pneus usados nacionais. Para representar o setor, o convidado é o diretor da Associação Brasileira da Indústria de Pneus Remoldados, Anuar Elias.

Semanalmente, um repórter conversa com um especialista sobre os mais variados temas.