Rádio Câmara

Palavra de Especialista

25 anos de AIDS (23' 11")

Há 25 anos, no dia 5 de junho de 1981, foi feito o primeiro diagnóstico da AIDS. Antes dessa data, casos graves de pneumonia que matavam homossexuais intrigavam os médicos. Por que tantos homossexuais masculinos apresentavam a doença? Naquela época, o portador do vírus HIV recebia uma sentença de morte junto com o diagnóstico. Hoje, 25 anos depois, muita coisa mudou. A AIDS não tem cura, mas os infectados conseguem ter vida longa devido aos coquetéis contra a doença. Além disso, nos anos 80, falava-se muito em grupos de risco: os homossexuais e usuários de drogas injetáveis. Hoje, fala-se em comportamentos de risco. A AIDS deixou de se restringir a grupos específicos, atingindo cada vez mais mulheres, inclusive as com vida monogâmica. Por isso, as campanhas insistem tanto no uso de preservativo em todas as relações sexuais, mesmo para os casados. Aproveitando os 25 anos do diagnóstico da AIDS, o Palavra de Especialista vai discutir o assunto. A jornalista Adriana Magalhães vai conversar com Carlos Passarelli, diretor adjunto do programa nacional de DST e Aids. Vai receber também Cristiano Luiz de Lima, um mineiro de 32 anos, que há 14 é portador do vírus HIV.

Semanalmente, um repórter conversa com um especialista sobre os mais variados temas.