Rádio Câmara

Reportagem Especial

Especial Tecnologia Social - Meios para transformar a comunicação em cidadania (04' 19")

  • Especial Tecnologia Social - Meios para transformar a comunicação em cidadania (04' 19")

NA REPORTAGEM ESPECIAL DE HOJE, VOCÊ VAI CONHECER MEIOS DE TRANSFORMAR A COMUNICAÇÃO EM CIDADANIA.

Magali Santana tem 16 anos e diz que o projeto Jovem Comunicador mudou completamente sua vida. Depois de passar por uma concorrida seleção, Magali começou a fazer parte do projeto, que divulga o Estatuto da Criança e do Adolescente pelo rádio aos moradores de Cabo de Santo Agostinho, em Pernambuco. Mas antes disso, os jovens passam por uma capacitação de 4 meses, na qual, além de detalhes técnicos da profissão, aprendem o estatuto da criança e do adolescente e outros temas relacionados. Magali resume o que aconteceu em sua vida depois de se tornar jovem comunicadora.

"Porque antes eu era uma pessoa comum, um indivíduo, não era uma cidadã realmente. Hoje, depois do curso, eu me tornei uma pessoa consciente dos meus direitos, e agora eu sei que posso lutar, porque sei que tenho os direitos. Hoje, eu estou com a mente totalmente mudada do que eu tinha antes. O que eu imaginava antes, o que eu idealizo hoje, é totalmente diferente."

O coordenador Hainer Bezerra de Farias, diz que o projeto nasceu há 6 anos, e já está na quarta turma de jovens. Hoje, o Jovens Comunicadores cresceu: além do programa de rádio Jovem em Ação, eles também são tutores na Escola de Informática e Cidadania e ensinam o estatuto nas escolas. Hainer destaca que uma das características do grupo é que os jovens aprendem a utilizar as tecnologias com criatividade. São eles que fazem tudo dentro da rádio: escolhem trilhas, fazem entrevistas, montam e editam programas.

"A gente tem o rádio lá, tem o estúdio, tudo isso, mas os jovens não precisam, questão de spot, ter essas coisas todas preparadas. A galera aprende a fazer as coisas na boca mesmo, tirar o som do corpo, assim, de improvisar, então eles têm aula de teatro, têm várias aulas para poder ter todo esse conteúdo."

O projeto é financiado pelo Ministério da Cultura e pelo Unicef. Mas o Programa Jovens Comunicadores também recebe pagamento pela prestação de serviço a diversos órgãos, que solicitam algum programa de rádio aos jovens. Os programas são veiculados em rádios comunitárias da região de Cabo de Santo Agostinho.

Como falar, numa linguagem popular, sobre cultivo de plantas medicinais e doença da podridão do tronco do sisal? E de que forma dar dicas sobre como iniciar uma criação de caprinos e ovinos, ou como diminuir o intervalo entre partos em vacas, além de outros assuntos pesquisados pela Embrapa? A empresa encontrou uma forma simples e fácil de levar essas informações técnicas à população rural de várias regiões do país: o programa de Rádio Prosa Rural. Produzido pela Informação Tecnológica da Embrapa numa linguagem coloquial, o programa é semanal, dirigido a três grandes públicos: o do semi-árido, e os das regiões norte e centro-oeste. Com o Prosa Rural, o pequeno produtor tem acesso a informações que podem contribuir para a produção de alimentos e geração de emprego e renda. O gerente geral da Embrapa Informação Tecnológica, Fernando do Amaral, diz que o programa foi lançado em 2004. O objetivo era atender a demanda da população rural sobre novidades tecnólogicas no campo.

"A Embrapa tem uma produção de conhecimento e não exercia uma fórmula adequada de disponibilização desse conhecimento para as cidades mais distantes do país. Aí, nós identificamos que o rádio seria uma maneira especial e, para atingir esse público, importante."

Fernando destaca que o Prosa Rural está sendo veiculado em 540 rádios, comerciais e comunitárias, do nordeste, norte e centro-oeste. Ele destaca que a popularização da ciência é fundamental para uma instituição como a Embrapa, que gera conhecimento há bastante tempo. O prosa Rural também faz parte do Programa Fome Zero.

De Brasília, Adriana Magalhães.

AMANHÃ, NA ÚLTIMA MATÉRIA DA SÉRIE SOBRE TECNOLOGIA SOCIAL, CONHEÇA INICIATIVAS PARA DISSEMINAR A EDUCAÇÃO.

A abordagem em profundidade de temas relacionados ao dia a dia da sociedade e do Congresso Nacional.

De segunda a sexta, às 3h, 7h40 - dentro do programa Painel Eletrônico - e 23h

facebook twitter spotify podcasts apple rss

Todas as Edições