Rádio Câmara

Kalimba

Guiné Bissau 50 anos de Independência

Guiné Bissau 50 anos de Independência

29/10/2023 - 14h00

  • Independência da Guiné-Bissau 50 anos - BLOCO ÚNICO

  • Independência da Guiné-Bissau 50 anos - BLOCO 1

  • Independência da Guiné-Bissau 50 anos - BLOCO 2

Nesta edição Kalimba homenageia um país irmão de língua oficial portuguesa, a Guiné-Bissau que comemora este ano 50 anos de independência. Um país com uma população estimada de 1,8 milhão de habitantes e um pequeno território de 36.125 km², no entanto, de uma riqueza cultural e musical que encanta a todos que o conhecem.
Guiné-Bissau foi o primeiro país africano de língua oficial portuguesa a proclamar sua independência, no dia 24 de setembro de 1973. Nessa data foi igualmente criada a primeira assembleia nacional popular, e também aprovada a primeira constituição da república da Guiné-Bissau. Portanto meio século, lembrando que o reconhecimento pelos portugueses aconteceu um ano depois, em setembro de 1974.
No programa vamos ouvir um grupo de músicos e intérpretes que iniciaram a carreira logo após a independência do país, alguns ainda em atividade. Entre eles, o poeta da independência, José Carlos Schwarz; Zé Manel; a tradicional orquestra Cobiana Djaz; outra orquestra muito tradicional: a Super Mama Djombo; o grande guitarrista Manecas Costa; as divas Eneida Marta e Karyna Gomes; Justino Delgado; a banda Tabanka Djaz, entre outros.

 


Kalimba completou seis anos no ar pela Rádio Câmara FM 96,9  levando aos ouvintes de Brasília, de todo o Brasil e também da África e do mundo inteiro, pela internet, a música da África contemporânea.


Texto e apresentação:    Daniel do Amaral

Trabalhos técnicos:     Marinho Magalhães

Uma grande viagem pela música da África, o continente dos sons. Kalimba mostra a evolução da música dos países africanos e apresenta a diversidade étnica e regional do continente, a partir de seus diversos estilos: a música tradicional, a música urbana, religiosa, instrumental, eletrônica, etc.

Domingo, às 14h, e segunda, à 0h.