Educação, cultura e esportes

Comissão de Educação ouve explicações do presidente do Inep sobre pedido coletivo de exoneração no órgão

O instituto afirma que desligamentos não vão prejudicar a realização do Enem no fim do mês

10/11/2021 - 07:25  

Universidade Estadual de Maringá
Foto de uma aluna com uma caneta marcando as respostas numa prova
 O Enem é o principal mecanismo de acesso à educação superior no País

O presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), Danilo Dupas Ribeiro, é esperado nesta quarta-feira (10) na Comissão de Educação da Câmara dos Deputados. Ele terá que explicar por que dezenas de servidores ligados à organização do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) pediram, nesta segunda-feira (8), o desligamento de seus cargos.

A reunião será realizada no plenário 10, a partir das 10h30.

O Inep é uma autarquia federal vinculada ao Ministério da Educação e é responsável por avaliações nacionais, como o Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (Pisa) e o Enem, que será realizado para mais de 3 milhões de estudantes nos próximos dias 21 e 28 de novembro.

Os servidores alegaram "fragilidade técnica e administrativa da atual gestão máxima do Inep". Apesar dos pedidos de exoneração, o Inep afirmou que o Enem está mantido.

Em audiência na Comissão de Educação em junho, Danilo Dupas disse que o ministro da Educação, Milton Ribeiro, queria acesso prévio à prova do Enem para garantir que ela seja técnica.

Em julho, ao ser questionado pelo colegiado, Ribeiro negou a intenção de censurar o conteúdo das provas.

Da Redação - ND

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'.