Direitos Humanos

Comissão avalia aplicativo feito para ajudar o tratamento de pessoas com autismo; acompanhe

Deputados ouvirão o desenvolvedor do aplicativo

01/06/2021 - 14:55  

Ricardo Amanajás/Agência Pará
Uma criança desenha olhando para baixo. Ao lado dela há duas mulheres. Todos usam máscaras
Deputada lembra que a pandemia dificultou o tratamento dessas pessoas

A Comissão de Direitos das Pessoas com Deficiência da Câmara dos Deputados analisa nesta terça-feira (1°) um aplicativo desenvolvido para pessoas com autismo, que estimula e desenvolve as funções cognitivas.

O Jade Autism usa jogos de associação com figuras que fazem parte do dia a dia de toda criança. "À medida que o paciente usa o aplicativo, métricas de prognóstico são geradas automaticamente para o terapeuta, garantindo um tratamento mais eficaz", explica a deputada Dra. Soraya Manato (PSL-ES), que sugeriu a realização do debate.

O aplicativo foi idealizado pelo desenvolvedor de software Ronaldo Cohin, pai de uma criança com autismo.

Manato ressalta o impacto que o isolamento social imposto pela pandemia de Covid-19 teve nas pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA). "As mudanças repentinas [na rotina dessas pessoas] podem causar alterações emocionais e comportamentais."

Debatedores
Foram convidados para discutir o assunto com os parlamentares:
- o CEO da startup Jade Autism, Ronaldo Cohin;
- a neuropsicopedagoga Cláudia Rodrigues dos Reis; e
- Adriana Gonçalves Bôas Falk, apoiadora da causa autista no Espírito Santo.

A audiência será realizada no plenário 12 a partir das 14 horas. O debate interativo poderá ser acompanhado pelo portal e-Democracia. Os interessados poderão participar enviando perguntas, críticas e sugestões.

Da Redação - ND

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'.