Educação, cultura e esportes

Comissão aprova apoio financeiro a artista do audiovisual na pandemia

Medida busca a preservação da renda desses profissionais

14/04/2021 - 12:03  

Pablo Valadares/Câmara dos Deputados
Deputada Benedita da Silva participa de videoconferência. Ela fala olhando para a tela do computador
Deputada Benedita da Silva recomendou a aprovação da proposta

A Comissão de Cultura da Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira (13) o Projeto de Lei 2143/20, pelo qual, em caso de calamidade pública reconhecida por norma legal, como aconteceu com a pandemia do novo coronavírus no ano passado, serão concedidos apoio financeiro e bolsas de trabalho aos artistas e técnicos do setor audiovisual.

O objetivo é a preservação da renda desses profissionais. O projeto permite que recursos do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA) sejam usados para apoio financeiro e bolsas de trabalho, na forma de aplicação de valores não reembolsáveis. O texto altera a Lei 11.437/06, que trata do fundo.

A relatora, deputada Benedita da Silva (PT-RJ), recomendou a aprovação. “Em períodos de quase paralisação do setor audiovisual, é meritório lançar mão dos recursos existentes e destiná-los a beneficiar os profissionais que estão na ponta, muitas vezes batalhando pela própria subsistência”, disse Benedita da Silva.

Autor do projeto, o deputado Paulo Teixeira (PT-SP) ressaltou que o setor cultural foi gravemente atingido na pandemia. “Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o conjunto dos ocupados na atividade cultural soma cerca de 5,2 milhões de pessoas, cuja renda, e consequentemente a saúde e a segurança alimentar, passaram a estar sob grave ameaça”, afirmou.

Tramitação
A proposta tramita em caráter conclusivo e ainda será analisada pelas comissões de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Saiba mais sobre a tramitação de projetos de lei

Reportagem – Ralph Machado
Edição – Natalia Doederlein

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'.


Íntegra da proposta