Saúde

Em carta à embaixada chinesa, Lira destaca parceria e pede ajuda para acelerar vacinação

Presidente da Câmara defende diálogo para reforçar os laços entre os dois países

09/03/2021 - 10:06  

Câmara dos Deputados
Lira participa de videoconferência com o embaixador da China, Yang Wanmir
Lira participa de videoconferência com o embaixador da China, Yang Wanming

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), reconheceu a importância da parceria comercial entre Brasil e China e pediu ajuda ao governo chinês para a superação da pandemia de Covid-19. Lira se reuniu com o embaixador chinês, Yang Wanming, por videoconferência nesta terça-feira (9) e divulgou carta em que reafirma a parceria entre os dois países. Ele defendeu ainda a vacinação em massa da população brasileira e o acesso a todos os imunizantes com eficácia comprovada produzidos no mundo.

“Eu me dirijo ao governo chinês neste momento de grande angústia para nós brasileiros, para que nossos parceiros chineses tenham um olhar amigo, humano, solidário e nos ajudem a superar a pandemia, oferecendo os insumos, as vacinas, todo o apoio que este grande parceiro da China precisa neste grave momento”, disse o presidente.

No documento, Lira fez um apelo ao governo chinês para que ajude o governo brasileiro a salvar vidas e defendeu diálogo para o reforço dos laços entre os dois países. Este é mais um esforço do Parlamento brasileiro para minimizar possíveis atritos diplomáticos entre Brasil e China.

“Faço esse apelo para que salvemos vidas de brasileiros – brasileiros que alimentam e salvam vidas de chineses com nossa produção agrícola. É com compreensão, diálogo e respeito, solidariedade mútua, que iremos reforçar cada vez mais nossos laços”, afirmou Lira.

“Em nome da Câmara, eu reafirmo este apelo, e que nós encontremos bilateralmente uma solução mais rápida para dar essa resposta ao povo brasileiro”, destacou Arthur Lira.

Reportagem – Luiz Gustavo Xavier
Edição - Wilson Silveira

  • Áudio da matéria

    Ouça esta matéria na Rádio Câmara

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'.