Saúde

Projeto exige assistência de farmacêutico durante funcionamento de farmácias

A assistência poderá ser remota, o que, na opinião do autor da proposta, vai favorecer localidades distantes e pequenas

29/01/2021 - 13:27  

Pablo Valadares/Câmara dos Deputados
Deputado Felício Laterça está em pé falando ao microfone no Plenário da Câmara. Ao fundo há uma bandeira do Brasil
Laterça: é importante que o farmacêutico esteja acessível durante o funcionamento

O Projeto de Lei 5363/20 exige que farmácias e drogarias tenham assistência de farmacêutico durante todo o horário de funcionamento do estabelecimento. Essa assistência poderá ser remota ou com presença física.

A proposta, de autoria do deputado Felício Laterça (PSL-RJ), altera a Lei 5.991/73, que, hoje, exige apenas a assistência de técnico responsável inscrito no Conselho Regional de Farmácia e não prevê assistência remota.

Laterça afirma que, durante períodos de pandemia, como o atual, “os farmacêuticos e as farmácias encontram-se em posição privilegiada de proximidade e acesso à população, devendo cumprir seu papel de assistência à saúde”.

O deputado afirma ainda que a previsão de assistência a distância durante o horário de funcionamento da farmácia vai favorecer localidades remotas e com número reduzido de habitantes, onde não há profissionais suficientes ou estabelecimentos que consigam arcar com o pagamento do farmacêutico.

Saiba mais sobre a tramitação de projetos de lei

Da Redação - ND

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'.


Íntegra da proposta