Saúde

Projeto prioriza pessoas com deficiência, professores e policiais na vacinação contra Covid-19

Texto não retira prioridade de idosos e de profissionais da saúde

21/01/2021 - 11:16  

O Projeto de Lei 5532/20 prioriza as pessoas com deficiência, os professores em atividade e os profissionais de segurança pública nas campanhas de vacinação contra a Covid-19, sem prejuízo das demais pessoas consideradas prioritárias.

Paulo H. Carvalho/Agência Brasília
Direitos Humanos - deficientes - transportes ônibus cadeirantes deficiência física sinalização cegos visuais acessibilidade
"Pessoas com deficiência muitas vezes têm doenças que as colocam como alvos do novo coronavírus", dizem as autoras

A proposta foi apresentada pelas deputadas do PSDB Mara Rocha (AC) e Rose Modesto (MS) e tramita na Câmara dos Deputados. O texto acrescenta a medida à Lei 13.979/20, que trata do enfrentamento da Covid-19 no Brasil.

As parlamentares avaliam como correto priorizar profissionais de saúde e idosos, mas entendem que outros grupos também devem estar no topo da lista.

“Devemos incluir as pessoas com deficiência, uma vez que, em sua maioria, também possuem doenças pré-existentes que as colocam como alvos do novo coronavírus. De igual forma, queremos incluir os profissionais de segurança pública e os professores em atividade, pois trabalham em contato direto com o público, o que os coloca em risco constante de contágio”, defendem as deputadas no texto de justificativa do projeto.

Saiba mais sobre a tramitação de projetos de lei

Reportagem – Noéli Nobre
Edição – Ana Chalub

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'.


Íntegra da proposta