Meio ambiente e energia

Frente Ambientalista ouve ONGs que trabalham para combater incêndios no Pantanal

23/09/2020 - 08:43  

Divulgação/PT
Deputado Rodrigo Agostinho caminha no meio da mata queimada no Pantanal
Agostinho: “O cenário é desolador. A vegetação foi toda destruída pelo fogo”

A Frente Parlamentar Ambientalista do Congresso Nacional promove debate virtual nesta manhã para cobrar ações efetivas do governo federal na tentativa de salvar os animais ameaçados pelas queimadas no Pantanal.

O fogo já dizimou 15% do bioma inteiro, incluindo 30% da Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN), a maior do País. Na semana passada as chamas atingiram o Parque Estadual Encontro das Águas, na região de Porto Jofre, em Poconé (MT). O local é conhecido por abrigar a maior concentração de onças-pintadas do mundo.

São milhares de animais silvestres encontrados carbonizados ou com partes do corpo queimadas. As imagens têm circulado o mundo e causando indignação. “O cenário é desolador. É um cemitério de animais a céu aberto. A vegetação foi toda destruída pelo fogo”, lamentou o coordenador da Frente Ambientalista, deputado Rodrigo Agostinho (PSB-SP), que esteve na região no fim de semana.

A comitiva que visitou o Pantanal denunciou a ausência do governo federal no socorro à região. 

Ontem, em discurso na Assembleia-Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), o presidente Jair Bolsonaro, culpou os povos indígenas pelas queimadas e pelo desmatamento no Pantanal e na Amazônia. Deputados da base governista consideraram o discurso corajoso em defesa da soberania, mas a oposição criticou a acusação.

Uma portaria do Ministério da Justiça publicada hoje autorizou o envio de homens da Força Nacional a Mato Grosso para apoiar o governo nas ações de combate aos incêndios florestais e às queimadas.

Convidados
Foram convidados para o debate representantes de instituições que estão na linha de frente de resgate dos animais:
- a presidente da Ampara Animal, Juliana Camargo de Oliveira;
- o coordenador de Comunicação SOS Pantanal, Gustavo Figueirôa;
- a coordenadora de Fauna da Associação Mata Ciliar, Cristina Harumi Adania;
- o secretário-executivo do Comitê Estadual de Gestão do Fogo da Secretaria de Meio Ambiente de Mato Grosso, coronel Paulo Barroso; e
- a médica veterinária Paula Helena Santa Rita.

O debate será realizado a partir das 10 horas por meio de videoconferência e poderá ser acompanhado ao vivo pelo canal da Frente Parlamentar Ambientalista no YouTube.

 

 

Da Redação - ND

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'.