Meio ambiente e energia

Frente Parlamentar Ambientalista debate combate ao desmatamento na Amazônia

Os organizadores apontam que questões relativas à Amazônia estão no centro do debate político nacional

17/06/2020 - 08:12  

Mayke Toscano/Governo de Mato Grosso
Meio Ambiente - queimada e desmatamento - destruição floresta amazônica amazônia (região de Colniza-MT, em 30/8/19)
Parlamentares e especialistas vão debater desmatamento e garimpo na Amazônia

O plano de combate ao desmatamento na Amazônia é o tema do encontro virtual que a Frente Parlamentar Ambientalista do Congresso Nacional realiza nesta manhã, sob a coordenação do deputado Rodrigo Agostinho (PSB-SP) e da senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA).

Os organizadores afirmam que questões relativas à Amazônia estão no centro do debate político nacional, pois a região concentra a maior população indígena do País e muitos problemas relacionados ao garimpo e ao desmatamento.

Há, no âmbito do governo federal, o Conselho da Amazônia, um órgão colegiado que tem a missão de coordenar ações governamentais relacionadas à Amazônia Legal, além de propor políticas relacionadas à preservação, à proteção e ao desenvolvimento sustentável. O conselho também visa a assegurar a ação integrada entre União, estados, municípios, sociedade civil e setor privado na proteção à floresta.

Convidados
Além dos parlamentares integrantes da Frente Ambientalista, foram convidados para o debate representantes de entidades, como o idealizador do projeto MapBiomas, Tasso Azevedo; o vice-presidente do Instituto Democracia e Sustentabilidade, João Paulo Capobianco; o fundador da consultoria Imazon, Betto Veríssimo; a especialista sênior em políticas públicas do Observatório do Clima e ex-presidente do Ibama, Suely Vaz; e o presidente da Associação Brasileira do Agronegócio (Abag), Marcelo Brito.

A transmissão da videoconferência da Frente Ambientalista será realizada às 10 horas, e poderá ser acompanhada pela página da Frente Parlamentar Ambientalista no Facebook.

Da Redação – RL

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'.