Política e Administração Pública

Transmissão irregular de lote da reforma agrária poderá virar crime

12/09/2019 - 09:40  

O Projeto de Lei 7779/17 altera o Código Penal (Decreto-lei 2.848/40) para tipificar a transmissão irregular de lotes da reforma agrária. A proposta tramita na Câmara dos Deputados.

O texto acrescenta um dispositivo ao artigo do código que trata de estelionato. Segundo o projeto, quem permutar, transmitir ou adquirir, de forma gratuita ou onerosa, irregularmente, imóvel destinado à reforma agrária estará sujeito à pena de reclusão de um a cinco anos e multa.

A proposta é de autoria da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investigou irregularidades no Incra e na Fundação Nacional do Índio (Funai) relativas à demarcação de terras, inclusive indígenas.

A comissão atuou entre 2016 e 2017 e o relatório final, elaborado pelo ex-deputado Nilson Leitão (MT), propôs diversas medidas legislativas, entre as quais o PL 7779/17.

Uma das irregularidades investigadas pela CPI foi a transmissão irregular de lotes da reforma agrária.

Tramitação
O projeto será analisado pelas comissões de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural; e Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ). Depois seguirá para o Plenário da Câmara.

Reportagem - Janary Júnior
Edição - Natalia Doederlein

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'.


Sua opinião sobre: PL 7779/2017

Íntegra da proposta