Relações exteriores

Maia reafirma compromisso ambiental e defende ampliação do comércio com Reino Unido

Presidente da Câmara discutiu a situação da floresta amazônica com embaixador britânico e com a ministra da Agricultura

04/09/2019 - 17:44  

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), defendeu nesta quarta-feira (4) o fortalecimento do comércio bilateral entre Brasil e Reino Unido, sobretudo em um cenário em que o país saia, de fato, da União Europeia.

J.Batista/Câmara dos Deputados
Rodrigo Maia reiterou o compromisso da Casa com a preservação do meio ambiente

Maia se encontrou com o embaixador do Reino Unido no Brasil, Vijay Rangarajan, a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, e o presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária, deputado Alceu Moreira (MDB-RS), para debater as queimadas na Amazônia.

O objetivo do encontro foi apresentar informações referentes à situação da floresta e evitar o boicote de produtos brasileiros no comércio internacional.

Segundo Maia, todos querem a floresta de pé, mas alguns discursos feitos pelo governo deram a entender que o Brasil estivesse liberando queimadas indiscriminadamente. De acordo com o presidente da Câmara, isso levou à reação de alguns países que estão igualmente preocupados com a consequência global da deterioração da Amazônia.

Rodrigo Maia reiterou o compromisso da Casa com a preservação do meio ambiente, lembrando a aprovação do projeto que cria a Política Nacional de Pagamento por Serviços Ambientais (PL 312/15).

Já o embaixador britânico disse que o foco de seu país com o Brasil é promover o crescimento sustentável de baixo carbono e o apoio ao livre comércio. Rangarajan lembrou, ainda, a visita do ministro britânico para Comércio Exterior, Conor Burns, nas últimas semanas, que também afirmou esse compromisso por parte do governo do Reino Unido.

“Vejo com bons olhos o interesse do Parlamento Brasileiro em fortalecer nossos vínculos bilaterais no contexto do Brexit”, declarou.

Já a ministra Tereza Cristina destacou os trabalhos do Brasil com a coleta de dados sobre a preservação do bioma amazônico e o compromisso do governo em enfrentar o desmatamento ilegal e os incêndios florestais. Ela anunciou ainda que o ministério deverá instalar nesta quinta-feira uma sala de controle em tempo real sobre as queimadas.

Da Assessoria de Imprensa
Edição - Wilson Silveira

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'.