Cidades e transportes

Comissão aprova limpeza obrigatória de caixas d'água de uso coletivo a cada 6 meses

16/08/2019 - 13:56   •   Atualizado em 17/09/2019 - 19:53

A Comissão de Desenvolvimento Urbano aprovou proposta que torna obrigatória a limpeza de caixas d’água em prédios públicos e privados de uso coletivo a cada seis meses. A proposta altera a Política Nacional do Saneamento Básico (Lei 11.445/07).

De acordo com o texto, a limpeza deverá atestada por certificado exibido em local público e disponível para eventual fiscalização, sob pena de multa a ser definida em regulamento.

Pablo Valadares/Câmara dos Deputados
Marcelo Nilo optou por apresentar substitutivo por entender que proposta atribuía indevidamente competências à companhias de saneamento 

Ao analisar a medida, prevista no projeto de lei 3802/15 e apensado, o relator na comissão, deputado Marcelo Nilo (PSB-BA) explicou que as propostas atribuem indevidamente competências às companhias de saneamento estaduais e distritais, contrariando o Pacto Federativo.

“Preferi apresentar um substitutivo traçando uma orientação geral, sem descer a tantos detalhes como pretendiam originalmente as proposições. Como se trata de saneamento básico, o melhor seria incluir a alteração em norma específica, qual seja a lei que estabelece as diretrizes nacionais para o saneamento básico”, observou o relator.

Tramitação
O projeto ainda será analisado conclusivamente pelas comissões de Seguridade Social e Família; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Reportagem – Murilo Souza
Edição – Rachel Librelon

  • Áudio da matéria

    Ouça esta matéria na Rádio Câmara

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'.


Íntegra da proposta

Mais conteúdo sobre