Trabalho, Previdência e Assistência

Outros três destaques são rejeitados pela comissão da reforma da Previdência

Texto-base da reforma da Previdência já foi aprovado por comissão especial; deputados analisam agora sugestões de mudanças à proposta

05/07/2019 - 01:24  

A comissão especial da reforma da Previdência (PEC 6/19) rejeitou três destaques do PT.

O primeiro, rejeitado por 33 a 12, queria excluir todas as alterações na pensão por morte propostas pelo relatório.

Já o segundo tratava da forma de cálculo do valor da aposentadoria. O texto do relator, deputado Samuel Moreira (PSDB-SP), propõe que todos os salários recebidos na vida laboral sejam levados em conta na hora de definir quanto o aposentado receberá. Já a mudança do PT, rejeitada por 32 votos a 13, queria que a regra atual, de cálculo pela média das 80% maiores contribuições, permanecesse valendo.

O último destaque também tratava do cálculo do valor da aposentadoria. A proposta do governo, acatada pelo relator, é de pagar 60% para quem se aposentar com 20 anos de contribuição, ou 15, no caso da mulher. Cada ano além dos 20 dá um ganho de 2 pontos percentuais a essa média. O destaque, rejeitado por 33 votos a 10, pretendia excluir essa fórmula de cálculo.

Entenda a tramitação da reforma da Previdência

Mais informações em instantes

Reportagem - Tiago Miranda
Edição - Marcelo Oliveira

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'.