Política e Administração Pública

Projeto reduz para cinco minutos diários duração de propaganda eleitoral no segundo turno

Deputado Zveiter lembra que, no primeiro turno de 2016, a totalidade dos candidatos tinha direito a 62 minutos de propaganda eleitoral e no segundo turno apenas dois candidatos passaram a ter direito a 110 minutos

28/06/2017 - 16:50  

Cleia Viana / Câmara dos Deputados
Reunião para discussão do parecer do relator da denúncia contra o presidente da República, Michel Temer. Dep. Sérgio Zveiter (PMDB-RJ)
Zveiter: a reforma eleitoral de 2015 reduziu os custos da campanha eleitoral, manteve a divisão entre propaganda em rede e ampliou o número de inserções

A Câmara dos Deputados analisa projeto que reduz de vinte para cinco minutos diários a duração das propagandas de rádio e televisão nas campanhas onde houver segundo turno (PL 7756/17).

A proposta, do deputado Sérgio Zveiter (PMDB-RJ), também prevê que as emissoras de rádio e de televisão e os canais de assinatura reservem 12 minutos diários para inserções ao longo da programação para as campanhas de presidente, governadores e prefeitos, quando houver o segundo turno. O texto altera a legislação eleitoral (Lei 9.504/97).

O projeto também acrescenta a previsão de que as emissoras de rádio e televisão devam evitar a veiculação de inserções idênticas no mesmo intervalo de programação, exceto se o número de inserções a que os partidos têm direitos exceder os intervalos disponíveis. O texto também proíbe a transmissão em sequência para o mesmo partido político.

Zveiter explica que a reforma eleitoral de 2015 reduziu os custos da campanha eleitoral, manteve a divisão entre propaganda em rede e ampliou o número de inserções.

Para o autor do projeto, essa mudança gerou uma distorção. “No primeiro turno de 2016, a totalidade dos candidatos tinha direito a 62 minutos de propaganda eleitoral e no segundo turno apenas dois candidatos passaram a ter direito a 110 minutos”, diz Sérgio Zveiter. “Considerando a desproporcionalidade do tempo de propaganda para o segundo turno, é necessário que se faça uma adequação, e que a redução do tempo não traga prejuízo aos candidatos e tampouco aos eleitores”, afirma o autor.

Tramitação
O projeto será analisado pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania, antes de ir para o Plenário.

Reportagem – Luiz Gustavo Xavier
Edição – Regina Céli Assumpção

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'.


Sua opinião sobre: PL 7756/2017

Íntegra da proposta