Segurança

Indícios de violência contra mulher podem constar em prontuário médico

13/03/2017 - 18:22  

Lucio Bernardo Jr. / Câmara dos Deputados
Reunião Ordinária e Audiência Pública. Dep. Renata Abreu (PTN-SP)
Renata Abreu: medida vai facilitar os relatos de violência

A Câmara dos Deputados analisa o Projeto de Lei 3837/15, da deputada Renata Abreu (PTN-SP), que torna obrigatório o registro de indícios de violência contra a mulher no prontuário de atendimento médico.

Pelo texto, se houver suspeita de violência contra a mulher, o prontuário deve ser encaminhado para a secretaria de Segurança Pública mais próxima. 

Para a autora, a iniciativa pode facilitar o relato de casos de violência às secretarias de justiça e melhorar as ações preventivas.

“O preenchimento dessa lacuna poderá ser uma boa arma nesse enfrentamento, pois, muitas vezes o médico identifica a violência praticada, porém, não tem opções para fornecer ajuda à vítima”, explica a deputada.

Tramitação
A proposta será analisada pelo Plenário, pois teve o regime de urgência aprovado pelos deputados. 

Reportagem - Emanuelle Brasil
Edição - Rosalva Nunes

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'.


Íntegra da proposta