Educação, cultura e esportes

Beneficiário de Fies e ProUni pode ficar isento de taxa administrativa da faculdade

03/02/2017 - 17:38  

Zeca Ribeiro / Câmara dos Deputados
Reunião Ordinária. Dep. Rafael Motta (PSB-RN)
Rafael Motta: incentivar permanência de alunos na universidade

Tramita na Câmara o Projeto de Lei 5802/16, do deputado Rafael Motta (PSB-RN), que isenta os universitários participantes dos programas Universidade para Todos (ProUni) e de Financiamento Estudantil (Fies) do pagamento de taxas administrativas das universidades.

Entre as taxas estão as de transferência interna e externa e a de inscrição em eventos científicos.

O benefício só vale para alunos com matrícula ativa em um dos programas e ficará suspenso quando o estudante não estiver cursando a faculdade.

Perderá o direito à isenção quem ultrapassar o máximo de reprovações estabelecido pelo ProUni e pelo Fies.

Segundo Motta, a crise econômica atual agravou o quadro do desemprego, comprometendo a renda familiar de muitos dos beneficiados.

"A proposição nada mais faz que incentivar a permanência dos alunos na instituição, a partir da redução das suas despesas com trâmites internos”, disse o deputado.

Atualmente, há 1,5 milhão de alunos beneficiados pelo ProUni e outros 2,1 milhões contemplados com o Fies, segundo dados oficiais do governo federal.

Tramitação
A proposta tramita em caráter conclusivo e será analisada pelas comissões de Educação; de Finanças e Tributação (inclusive quanto ao mérito); e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Reportagem - Tiago Miranda
Edição- Rosalva Nunes

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura 'Agência Câmara Notícias'.


Íntegra da proposta